Skip to content

Talita e a censura

03/11/2010

Talita Virgínia, desabafa sobre o episódio de censura em ensaio fotográfico:

“No começo do ano eu enviei meu trabalho pra uma espécie de convocatória, de um curador mexicano que estava montando uma exposição sobre representação da família. Ele gostou do trabalho, escolhemos juntos 8 fotos das 40 opções que eu havia enviado,  eu mandei ampliar, montar e enviei pra Guatemala, pois a exposição seria na Embaixada Mexicana de lá. A exposição foi em setembro. Quando ela acabou, eu pedi pra ele me enviar fotos e o catálogo da exposição, pra eu poder ver o material. Ele sempre dizia que estava tentando conseguir, que era muito burocrática a Embaiaxada, etc…

Pois bem, durante o Fórum Latino Americano, conheci um fotógrafo que coincidentemente estava lá na Guatemala na época. Ele me contou que das 8 fotos que eu tinha enviado pra exposição, apenas 4 estavam expostas, e que o restante havia sido censuarada pela Embaixada do México.  Fiquei bem chateda com o curador que nem havia me contado nada e enviei um email a ele. Ele me respondeu pedindo desculpas e que não havia me falado nada por pura vergonha. A Embaixada alegava la serie podría interpretarse como una apología del maltrato hacia los centroamericanos de parte del gobierno mexicano. Ele disse que tentou sem sucesso dialogar e dizer que aquilo não era apologia a nada, e que eles não podiam censurar e bla bla bla… mas não deu certo…. No fim, eu ainda não recebi minhas fotos de volta (o combinado era que no fim da expo eles me mandassem as obras de volta), não tenho nem fotos da exposição e muito menos o catálogo.

Mas o que mais me deixou chateada foi censurarem a obra como apologia à violência. Eu sempre tomei tanto cuidado pra que as fotografias não tivessem aquela mensagem típica de fotojornalismo sensacionalista…. sempre tentei trazer sensibilidade ao assunto, que é de fato delicado…. mas ainda sim eles censuraram. O próprio curador me disse que na Guatemala qualquer representação gráfica de armas de fogo é percebida por grandes segmentos da população como uma apologia à violência armada. Isso é triste, reflete a situação do país, o medo das pessoas. Me lembrei das obras do Gil Vicente na Bienal. Mas essas, ainda não foram censuradas.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. 03/11/2010 11:18

    Hans,

    Sou solidário a Talita.
    Incrível como arte pode ser mal interpretada, ou não-interpretada; censurar o (bello, muy bello) trabalho da Talita e só usar 4 das fotografia é desfigurá-lo.
    Talita, bola pra frente!
    Vamos lutar juntos para mudar esse cenário de medo na América Latina.

    Abraços,
    Clicio

  2. 03/11/2010 11:26

    México realmente é um lugar onde a paz impera…

  3. marcelo duque permalink
    03/11/2010 19:45

    E pensar que o corpo diplomatico por ter tido a oportunidade de estudarem em boas escolas, viverem em diversas cidades do mundo, portanto uma bagagem cultural de respeito, tem uma visao da arte ( nao so da arte , mas do todo) , pobre. Lamentavel.

Trackbacks

  1. Tweets that mention Talita e a censura « Foto Escambo -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: